terça-feira, 7 de julho de 2009



videoMulheres vêm à tona da água


na sua espuma de luto


Roupa Saias Lenços Fios


Um mar nada absoluto


Deslizam lentas e negras


e são chamados sargaços


(há montes delas na areia


apanhados nos engaços).


Mulheres beijam a flor da água


com seus corpos devolutos


Roupa Saias Lenços Fios


e beijos irresolutos


Por vales profundos e cristas


atravessam esse mar


São livres e são sinistras


Vêm de longe ver pescar


Mulheres brilham à tona da água


com seus corpos erradios


A fosforecência do luto


Roupas Saias Lenços Fios


Nas redes dos pescadores


esses fios se embaraçam


Se eles estão de olhos fixos


é para ver se os deslaçam


Mas está tudo encordelado


como na água a chuva e os rios


Anzóis Linhas Mãos e Lágrimas


Roupas Saias Lenços Fios


A.P.T. ( A Ilha do Desterro)


Nenhum comentário: