quinta-feira, 19 de novembro de 2009


Exposição de Pintura DO(O)R dia 7 Novembro - Esteta7 Rua Miguel Bombarda

Foto amabilissimamente oferecida pelo António Manuel Paes Cardoso médico e artista de grande sensibilidade, a quem tenho que agradecer.

domingo, 8 de novembro de 2009

































A abertura da exposição correu bem. Recebi muitas palavras amáveis de muitas pessoas amigas e outras que conheci ali, comentando o que viam. Como de costume interrogo-me . O acto de comunicação aconteceu ? consola-me pensar que alguma coisa sempre acontece, pois quase todas as obras foram compradas. Fui serenando um pouco e logo depois inquietando-me ...muito.

domingo, 1 de novembro de 2009



Inaugura Sábado 7 de Novembro ás 16 horas

domingo, 25 de outubro de 2009

Outono na Toscânia





































Uma curta viagem muito bem aproveitada


















SACI Reunião do President Council , Palestra proferida pelo Director do Museu Leonardo da Vinci e
inauguração da exposição e entrega dos prémios de fotografia resultante de um concurso inter-escolas de arte
promovido pela Associação das Escolas Americanas em Itália

Posted by Picasa

video

A participação foi excelente e os resultados surpreendentes. Os trabalhos finais sairam com qualidade e serão expostos on-line se assim nos autorizarem os participantes. Todos ficamos contentes ! Vai haver novas oportunidades para quem não conseguiu participar desta vez e para satisfazer o pedido de muitos, aberta a possibilidade para poderem frequentar a oficina e desenvolver as aptidões adquiridas nos workshops. Todos são bem vindos á Matriz e á gravura .

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

WORKSHOP DE INICIAÇÃO Á GRAVURA

17 e 24 de Outubro

Orientado por: Mami Higuchi (JP)

Local: Matriz-Associação de Gravura do Porto

Rua Sousa Viterbo nº 28-1º

4405-593 Porto

matriz.gravura@gmail.com

http://matrizassociaodegravuradoporto.blogspot.com/

Horário: 10 /13h. e 15 / 18 horas

Total: 12 horas

Custo: € 80,00

Número máximo: 10 participantes

Número mínimo: 5 participantes

Data limite para inscrição: 14 de Outubro

Material incluído: papel de ensaio, chapas, ácidos, tintas, matéria de limpeza, etc., excepto papel de edição de gravura que pode ser adquirido na Matriz.

Nota: O Workshop não se poderá realizar se não se atingir o número mínimo de 5 inscrições

As inscrições podem ser feitas por e-mail para: matriz.gravura@gmail.com

domingo, 30 de agosto de 2009

Sopa japonesa feita pelo Masataka e o Choichi e uma feijoada feita por mim foram pretexto para o jantar animadissimo na casa do artista em Cerveira.


O workshop de gravura foi muito participado e interessante . Na imagem ao lado vemos o grande mestre de gravura belga Dacos com quem fiquei na semana seguinte a trabalhar e a aprender, sempre.






O Masataka Kuroyanagi Choichi Nishikawa








Alguns participantes ouvindo atentos as explicaçãoes dos gravadores japoneses.

terça-feira, 7 de julho de 2009



videoMulheres vêm à tona da água


na sua espuma de luto


Roupa Saias Lenços Fios


Um mar nada absoluto


Deslizam lentas e negras


e são chamados sargaços


(há montes delas na areia


apanhados nos engaços).


Mulheres beijam a flor da água


com seus corpos devolutos


Roupa Saias Lenços Fios


e beijos irresolutos


Por vales profundos e cristas


atravessam esse mar


São livres e são sinistras


Vêm de longe ver pescar


Mulheres brilham à tona da água


com seus corpos erradios


A fosforecência do luto


Roupas Saias Lenços Fios


Nas redes dos pescadores


esses fios se embaraçam


Se eles estão de olhos fixos


é para ver se os deslaçam


Mas está tudo encordelado


como na água a chuva e os rios


Anzóis Linhas Mãos e Lágrimas


Roupas Saias Lenços Fios


A.P.T. ( A Ilha do Desterro)


terça-feira, 30 de junho de 2009

videoO apelo do mar pela manhã

quarta-feira, 17 de junho de 2009

videoUm a um os homens t vão-se vestindo de cor e de sonhos e depois irão para a Praça da Avenida da Liberdade misturar-se com a gente que por lá passar. A festa vai ser bonita na cidade do Porto.

segunda-feira, 25 de maio de 2009


Há manhãs assim, quando caminho junto ao mar.
E lembro-me então do poema do Alexandre Pinheiro Torres ;
O Meu Filho Vê o Mar
Fui com o meu filho pela mão
ver o mar onde nasci:
o contorno do coração
por onde criança bebi
Posted by Picasa
o olhar com que hoje o vejo,
com que sempre o verei,
e pus-me a ouvir-lhe o realejo
e o ditado da Lei.
Tábuas de rocha pisei
e meus pés não escorregaram.
Foi ali por onde andei
o que hoje sei. Ensinaram
-me a caminhar sempre duro.
E esse vaso semovente
com um olhar mudo e mútuo
foi novamente meu.Frente
a frente a sua família:
um filho antigo,outro novo:
um regressado do exílio,
outro entrado no jogo.

Levei meu filho pela mão,
no seu passo soletrado,
e ele olhava o coração
e agarrava-me assustado,
e disse, após escutar
que era o mar que ali estava:
"Olha , pai, o mar está a andar!"
Isto ninguém lhe ensinava.
É que o meu filho bebia
desse vaso em coração,
o olhar com que ele o via
(ele o veria), e os outros não.
O horizonte ao longe olhando
onde o vaso ia acabar,
disse, o céu apontando:
"Olha, meu pai, outro mar."